ASSESP (página inicial)
facebook ASSESP twitter ASSESP youtube ASSESP

Associação dos Servidores Civis da Segurança Pública de Santa Catarina

ASSESP :: NOTÍCIA

ASSESP disponibiliza vagas de quem não pagou as diárias

Infelizmente, alguns sócios que foram contemplados no sorteio para o uso dos apartamentos na Sede Social da ASSESP, na praia do Campeche, em Florianópolis, durante a temporada 2019/2020, acabaram não efetuando o pagamento das respectivas diárias dentro do prazo estipulado, que venceu no último dia 4/12. Dessa forma, eles perdem o direito às vagas, que agora estão novamente livres.

Quem tiver interesse em ocupar essas vagas restantes, deve fazer contato com o gerente da Sede, Marcelo Garcez, através do telefone (48) 3338-2006 ou pelo e-mail campeche@assesp.org.br 

No início do texto, usamos a palavra “infelizmente” porque as consequências do não pagamento das diárias não geram prejuízos apenas para a associação. Muitos associados não contemplados podiam ter ocupado essas vagas. Muitas pessoas podem ter sido obrigadas a mudar de planos nas suas férias justamente por não terem tido a oportunidade que esses associados tiveram e não souberam valorizar. São inúmeros problemas e situações que terão agora que ser resolvidos por conta de atitudes aparentemente simples, mas que causam grandes transtornos.

A ASSESP lembra, por fim, que a temporada de verão começa no próximo dia 17 de dezembro e vai até o dia 2 de março de 2020.

Os valores dos apartamentos são os seguintes:

- R$ 240,00 por período, para os apartamentos de 1 dormitório no caso dos Sócios e Dependentes, mais R$ 120,00 por período para cada convidado.

- R$ 360,00 por período para os apartamentos de 2 dormitórios no caso dos Sócios e Dependentes, mais R$ 120,00 por período para cada convidado.

Confira aqui o Regulamento Sede Social durante o verão

Últimas Notícias

ALESC aprova projeto que incorpora a IRESA

ALESC aprova projeto que incorpora a IRESA

STF declara IRESA inconstitucional

STF declara IRESA inconstitucional

STF pode declarar a IRESA inconstitucional

STF pode declarar a IRESA inconstitucional