ASSESP (página inicial)
facebook ASSESP twitter ASSESP youtube ASSESP

Associação dos Servidores Civis da Segurança Pública de Santa Catarina

ASSESP :: NOTÍCIA

ASSESP defende servidores da segurança na ALESC

O diretor de Esporte, Cultura e Eventos, Augusto Luiz Fernandes Júnior (Mamão) e a diretora de Comunicação, Márcia Rejane Hendges, representaram a ASSESP/SC ontem (3/4) durante audiência na Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa de Santa Catarina. A audiência foi convocada para que as entidades representativas dos agentes, servidores, policiais civis e militares pudessem apresentar aos deputados as principais preocupações e reivindicações das categorias, que serão levadas pela Comissão ao Secretário de Segurança Pública, coronel Carlos Alberto de Araújo Gomes, e ao governador do Estado, Carlos Moisés, até o mês de junho. 

Além da ASSESP/SC, participaram também da audiência na ALESC as representações da Associação de Praças do Estado (APRASC) e do Sindicato dos Policiais Civis (SINPOL). As entidades chamaram a atenção dos parlamentares para os problemas enfrentados diariamente pela categoria, que impactam diretamente na saúde desses profissionais. As dificuldades de progressão na carreira, a questão dos concursados e a instabilidade na legislação que trata da aposentadoria dos policiais também foram destaque no debate com os deputados.

Em sua intervenção na audiência, Juninho Mamão criticou o sucateamento da Polícia Civil, defendeu investimentos em tecnologia e lembrou a necessidade urgente de resolver a defasagem de pessoal na Segurança Pública como um todo, sugerindo, entre outras propostas, a convocação dos concursados de 2014 e 2017. “A segurança pública não é feita somente por oficiais e delegados, vocês precisam ouvir a base”, disse. 

“Pensem que quem defende é quem está na ponta; quem defende o filho de vocês do assalto, do sequestro, de um furto, de um roubo, é quem está na ponta; é aquele que sai de casa não sabendo se vai voltar; é aquele que não aparece, que não dá entrevista; é aquele que está sozinho na delegacia batendo BO; é aquele que está numa viatura pensando no contracheque que tem quarenta empréstimos. Por isso precisamos ser ouvidos, precisamos de respeito”, complementou.

Os deputados Fabiano da Luz (PT), Paulinha (PDT), Marlene Fengler (PSD) e o presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia e líder do governo, Maurício Eskudlark (PR), manifestaram apoio às reivindicações das entidades e reconheceram a importância dos profissionais de segurança para a garantia dos índices socioeconômicos do estado.

(Com informações da Agência AL)

Últimas Notícias

Inscrições para a temporada de verão iniciam no dia 1º de outubro

Inscrições para a temporada de verão iniciam no dia 1º de outubro

Justiça reconhece direito à hora extra além das 40 semanais

Justiça reconhece direito à hora extra além das 40 semanais

Esclarecimentos sobre a ação de cobrança da IRESA

Esclarecimentos sobre a ação de cobrança da IRESA